Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 15 de fevereiro de 2015

MARATONA DE MIAMI - fotos


Esta é uma prova que merece uma análise especial pela beleza do percurso, praticamente todo plano, e pela organização do evento.
Ao todo eram 25 mil atletas inscritos na meia e na maratona. Para administrar tantos corredores, foi necessário dividi-los em currais (EUA) ou pelotões (Brasil), de acordo com o tempo informado no ato da inscrição. Identificados por letras, iam do “A” ao “I”. Larguei no curral “F”.

A primeira largada foi às 6h15min. As demais largadas aconteceram a cada 5min.
Embora a excelente organização da prova, tive certa dificuldade para desenvolver um bom ritmo de corrida nos primeiros 2Km, em razão da quantidade de corredores na pista, pois largaram juntos os atletas da meia e da maratona.
Além disso, estava frio. Temperatura entre 10 e 15 graus celsius. Não foi fácil me aquecer, mesmo correndo.

A largada foi ao lado do América Airlines Arena, na Blvd Biscayne. Logo após 0,5Km pegamos à direita e atravessamos uma das inúmeras pontes, ao lado do porto, que nos conduziu para o bairro de South Beach, onde se encontra também uma das praias mais famosa do mundo, Miami Beach.

Percorremos as principais ruas de South Beach até tomar o rumo de volta, cruzando as várias pequenas pontes sobre os canais. Esta é a parte mais bonita do percurso. Em razão das belezas naturais e porque a esta hora o sol já está nascendo. Assim, corremos passando pelas pontes e vendo o sol nascer. Algo extraordinário. Lembre-se que a largada foi às 6h15min, ainda escuro.

Em seguida, passamos próximo da largada. Neste ponto já estávamos no Km 21 e houve a divisão dos corredores da meia maratona que seguiram para a chegada. Os maratonistas continuaram pelas ruas de Miami com o objetivo de completar os 42Km.
Passamos por bairros residenciais, com suas mansões lindas e muito bem cuidadas. Ruas largas e arborizadas. Fomos até o outro lado da cidade. Na volta corremos por avenidas largas, bem ao lado do mar.

Antes da chegada, um pequeno desvio no sentido de Fort Lauderdale, num percurso de aproximadamente 4Km, indo por um lado da pista de alta velocidade e voltando pelo outro lado.

Quando retornamos à cidade já estávamos na marca do Km 38. Faltavam pouco mais de 4Km, que foram percorridos em ruas e avenidas que passavam entre prédios comerciais altos, que acredito fosse o centro financeiro (downtown) da cidade.

A chegada foi aproximadamente 1Km antes da largada, na Blvd Biscayne.

Registro a forte presença de brasileiros e latinos nesta prova. Muitas bandeiras do Brasil. Ouvia a todo o momento corredores falando português ou espanhol.

Pouco antes da largada tive a felicidade de encontrar a família Alvarenga, de Jaraguá do Sul. A Solange, que iria correr a meia maratona, o Alvarenga e a Amanda estavam acompanhando e tirando fotos. Pude tirar uma foto envolto na bandeira do Brasil, portada pela família. Obrigado pela lembrança.

Logo depois do primeiro Km o relógio GPS da Solange apresentou problemas. Como ela havia me participado que pretendia fazer a meia maratona em 1h50min, me coloquei a disposição para corrermos juntos a primeira parte da maratona e assim poderia ajudá-la a superar a dificuldade inesperada. Fiz a meia maratona informando a Solange o tempo (“pace”) a cada Km. Foi gratificante poder ajudá-la naquele momento de dificuldade que passava.

Depois fiquei sabendo que a Solange conseguiu fazer o seu melhor tempo (RP – record pessoal), porém não o esperado, mas ficou satisfeita com o resultado obtido.

Após cruzar a linha de chegada, recebi minha medalha, com muito orgulho, pelo ótimo tempo que consegui fazer – 3h43min.

A medalha merece comentário especial, pois é muito linda. Com anéis que giram (spinning). Foi a primeira a introduzir a “Spinning Finisher Medal” (medalha giratória). É considerada por muitos, uma das medalhas mais bonitas do mundo. A cada ano com design renovado, sempre apresentando novas criações. Fiquei mais feliz ainda ao ver que a fita da medalha é decorada com desenhos do brasileiro Romero Britto. Mais orgulho para tê-la na minha coleção.

Agradeço a Hilma e a Solange pelas fotos.

Para ler sobre o Desafio do Dunga - Dopey Challenge - A viagem clique aqui.
Ver o relato das Corridas do Desafio do Dunga clique aqui.




































3 comentários:

  1. Muito legal, Julian!
    Parece uma ótima maratona mesmo.
    Obrigado pelo relato e parabéns pelo resultado!
    Abraços,
    Adolfo

    ResponderExcluir
  2. Que 10!!!! Foi muito bacana correr em Miami...percurso plano, visual maravilhoso, organização impecável, medalha...LINDA DE MORRER!!!!
    Obrigadaaaaaa Julian por ter me acompanhado durante toda a prova...fez toda a diferença!!!
    É por essas e outras, que dizem que a corrida nos traz tantos benefícios...e um deles são os AMIGOS que fazemos!!!
    Te esperamos Julian!!!!
    Absssssssss

    ResponderExcluir
  3. Que 10!!!! Foi muito bacana correr em Miami...percurso plano, visual maravilhoso, organização impecável, medalha...LINDA DE MORRER!!!!
    Obrigadaaaaaa Julian por ter me acompanhado durante toda a prova...fez toda a diferença!!!
    É por essas e outras, que dizem que a corrida nos traz tantos benefícios...e um deles são os AMIGOS que fazemos!!!
    Te esperamos Julian!!!!
    Absssssssss

    ResponderExcluir

O teu comentário é muito importante, porém identifique-se.
(CF, art. 5º, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato).

RESPONDEREI TODOS OS COMENTÁRIOS.
Volte mais tarde e veja a resposta