Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

TREINO CERTO DE CORRIDA

QUANTO TREINAR POR SEMANA
Hoje tive contato com um artigo publicado na Revista on line MinhaVida que trata dos limites na prática de exercícios físicos para obter os melhores benefícios e os prejuízos dos excessos.
Estamos sempre buscando correr maiores distâncias em menos tempo. Será que isso é bom?
O que me chamou a atenção no artigo foram os resultados e o alcance da pesquisa. Foram acompanhadas 52.600 pessoas durante 30 anos. É um número expressivo de indivíduos e por um longo tempo. Tempo suficiente para observar os efeitos naturais do envelhecimento, de mudanças de hábitos, etc...
Bem, meu objetivo é repassar os dados publicados e deixar que cada um tire sua conclusão.
Anteriormente, já havia publicado artigo semelhante, referente ao melhor ritmo para treinar. Caso tenha interesse em consultá-lo, clique aqui

Leiam o artigo na íntegra:

"Inúmeros estudos já comprovaram que praticar exercícios físicos é um dos segredos para aumentar a longevidade. Mas tudo tem limite. Isso porque treinar em excesso, o chamado overtrainig, pode ser tão prejudicial quanto o sedentarismo. É o que mostra uma pesquisa publicada em 29 de novembro no periódico Heart, do grupo British Medical Journal (BMJ).
Segundo os autores, que faziam parte do Saint Luke's Mid America Heart Institute e da University of Queensland School of Medicine, nos Estados Unidos, embora o treino regular seja benéfico, o exagero pode torná-lo mais prejudicial. Recomenda-se, portanto, realizar exercícios vigorosos por 30 a 50 minutos ao dia. Exceder esse limite ocasiona, sobretudo, problemas ao coração.
Para ilustrar tal efeito, os especialistas usaram um estudo apresentado em maio na Sociedade Europeia de Cardiologia, na Irlanda. Após acompanhar 52.600 pessoas durante 30 anos, eles descobriram que os voluntários que corriam tinham um risco 19% menor de morrer nesse período do que aqueles que não praticavam a atividade. A média, entretanto, escondia um dado muito importante: aqueles que corriam de dez a 30 quilômetros por semana apresentaram um risco 25% menor de mortalidade, enquanto que os que corriam entre 30 e 40 quilômetros não apresentaram qualquer vantagem sobre os sedentários.
Os resultados exemplificam a chamada "curva em U", em que uma ponta representa o overtraining e a outra o sedentarismo. A base ou meio termo, por sua vez, mostra o ponto em que o indivíduo mais se beneficiaria. Por isso, mesmo quem se submete a provas de exercícios vigorosos deve tentar levar um treino mais leve nos demais dias do ano.

Seu treino é eficaz ou só pesado?

Mais disposição, corpo em forma e melhora da postura são apenas alguns dos primeiros benefícios que a prática de exercícios revela. Com o tempo, entretanto, é normal querer aumentar a carga, esticar a distância e traçar novas metas. Mas será que você não está exagerando? Veja alguns sinais de que seu treino está excessivamente pesado:
1. Frequência cardíaca
A frequência cardíaca ideal deve obedecer a seguinte fórmula: 65% a 85% de 210 - a sua idade. Ela comprova que o organismo está promovendo a queima de gordura de forma saudável.
2. Fôlego
Perder o fôlego durante o exercício significa que você submeteu seu corpo a uma intensidade de exercícios acima do que ele é capaz de aguentar. Neste caso, diminua o ritmo até recuperar a respiração normal. Evite a parada brusca da atividade.
3. Dor
Sentir dores musculares após o treino é normal, principalmente nos primeiros dias de atividade. Entretanto, voltar para casa com dificuldade de se locomover ou sentir necessidade de tomar medicamentos para amenizar a dor indicam problemas.
4. Frequência
Dê tempo para o seu corpo descansar. Repita seu treino apenas 24h depois do anterior. Mesmo os treinos aeróbios precisam desse intervalo."

fonte: minhavida.com.br 

Um comentário:

  1. Julian,

    Concordo que nem todo exercício é saudável.
    Mas várias pessoas que respeito criticaram duramente o estudo que você descreveu. Uma delas foi o Steven Gangemi (Sock-Doc): http://sock-doc.com/2012/12/aerobic_endurace_bashing/

    A verdade é que as conclusões do artigo são indevidas. Eles não tinham como tirar certas conclusões (como dizer que quem corre menos é mais saudável).

    ResponderExcluir

O teu comentário é muito importante, porém identifique-se.
(CF, art. 5º, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato).

RESPONDEREI TODOS OS COMENTÁRIOS.
Volte mais tarde e veja a resposta